domingo, 8 de julho de 2012

PROGRAMA DE SÁBADO 07/07/2012


Programação de sábado
Projeto Ambiente Musical: Instituto oferece aulas de música e cursos profissionalizantes
O projeto social do Instituto Amigos de Santo André (IASA) atende a aproximadamente 200 alunos, oferecendo condições básicas de higiene, educação, saúde e capacitação profissional.
O projeto tem por objetivo realizar a inclusão social através da música de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.
Fundado em 2005, o IASA atende a área do povoado de Santo André, na Bahia, e desde 2008, desenvolve o projeto “Ambiente Musical”, oferecendo às pessoas de baixa renda aulas gratuitas de música, nos instrumentos violão, violino, viola clássica, violoncelo, flauta, banda rítmica, além de curso de lutheria (arte de projetar e construir instrumentos musicais).
O projeto “Ambiente Musical” é coordenado por Simone Passos, musicista e educadora. Passos conta com o auxílio de Fernando Sardo, que é luthier e responsável pela direção do curso de lutheria.
O IASA e o projeto “Ambiente Musical” receberam reconhecimento e ajuda do projeto Criança Esperança, que auxiliou a instituição na compra de materiais de marcenaria, necessários para a construção dos instrumentos musicais, além de equipamentos de som, uniforme, custeio de transporte e contratação de quatro novos professores e dois monitores.
Fonte: Gospel+


Terroristas voltam a atacar igrejas no Quênia e deixam 15 cristãos mortos

Terroristas voltam a atacar igrejas no Quênia e deix Mais uma onda de ataques contra igrejas no Quênia é realizada por terroristas, desta vez, 15 cristãos foram mortos e várias pessoas ficaram feridas. De acordo com as autoridades do país, os terroristas utilizaram granadas para atacar duas igrejas que ficam na cidade de Garissa, no interior da África, próximo à fronteira com a Somália. O grupo Al-Shabab é o principal suspeito da autoria do atentado.
De acordo com informações de Kevin Mwachio, correspondente da BBC, na capital Nairóbi, o grupo terrorista disparou vários tiros contra a igreja onde estava sendo realizado um culto, logo após, eles lançaram granadas dentro do templo, os que tentaram fugir foram alvejados com tiros. Os ataques aconteceram pela manhã, deixando por volta de 40 feridos, alguns em estado grave, além de 15 que vieram a óbito.
No mesmo momento em que ocorria o primeiro ataque, um templo da igreja Católica também foi alvejado pelos terroristas na mesma cidade, granadas foram lançadas dentro da igreja deixando mortos e feridos. O chefe de polícia que acompanhou o caso falou sobre o atentado, “É uma cena terrível, ver os corpos estendidos, dentro das igrejas”.
A agência de notícias AFP informou que o Conselho Supremo do Quênia condenou os ataques, e afirmou que “todos os lugares de culto devem ser respeitados”.
Fonte gospel +


 Conselho de igrejas evangélicas da França decide banir teologia da prosperidade de suas doutrinas

As polêmicas envolvendo a teologia da prosperidade ganharam um novo capítulo no meio cristão, com a decisão do Conselho Nacional dos Evangélicos da França (CNEF), de considerar a prática que coloca o plano da salvação e o enriquecimento material num mesmo nível, como algo que as igrejas evangélicas daquele país devam ignorar.
O órgão funciona como uma espécie de agência reguladora de doutrinas para as igrejas evangélicas da França, e junto de sua decisão a respeito da teologia da prosperidade, tomou a iniciativa também de ensinar a respeito dos erros dessa doutrina.
Em Maio, o CNEF divulgou um estudo que havia sido elaborado por teólogos e aprovado unanimemente por todos os representantes de denominações que fazem parte do órgão. Entre as denominações, haviam desde pentecostais até tradicionais, como batistas e ortodoxos. O documento classifica a prática como “errônea”, com “distorções” da mensagem cristã.
O documento divulgado pelo CNEF é uma postura mais enfática de um parágrafo da declaração de Lausanne III, que em 2010, foi promulgada por 4.200 lideranças evangélicas de todo o mundo, criticando a teologia da prosperidade.
Segundo o pastor batista Thierry Huser a teologia da prosperidade erra ao colocar “no mesmo plano a salvação e a prosperidade física (saúde) e material (riqueza), enquanto a salvação cristã, que é o ‘coração’ do evangelho refere-se principalmente à relação com Deus e à reconciliação com ele por meio de Cristo”.
O documento ainda ressalta, segundo informações do jornal “La Croix”, que a teologia da prosperidade “’instrumentaliza’ Deus, colocando-o a serviço da prosperidade do fiel”, e emenda, afirmando que “segundo seus defensores, o fiel deve acreditar que tudo, incluindo a riqueza, lhe foi conquistado por Cristo. Portanto, lhe bastaria manifestar a sua fé na promessa do Evangelho doando dinheiro para obter a recompensa”.
O pastor batista pontua que a doutrina que enfatiza a prosperidade ignora “toda a pedagogia de Deus na nossa vida, que às vezes quer nos dar ensinamentos a partir de situações difíceis”, embora, segundo ele, as igrejas que não pregam o enriquecimento como obrigação divina, acreditem na intervenção de Deus: “Nas nossas Igrejas, acreditamos em um Deus que intervém na nossa vida e pode dar sinais milagrosos da sua ação, mas não é preciso sistematizá-los”.
Segundo o texto do estudo divulgado pelo CNEF, quando os adeptos da teologia da prosperidade arrecadam ofertas sob argumento de que essas trarão bênçãos, jogam a responsabilidade de suas promessas em Deus: “Os profetas da prosperidade protegem-se, assim, de todo questionamento das suas promessas. Ao contrário, todo o peso do eventual insucesso recai sobre o fiel, que esperou, orou, doou”, frisa o documento.
Fonte: Gospel+
                       
         
DICAS DE SAÚDE DO PROGRAMA
SUCO DE MAÇÃ PODE PREVENIR ASMA, DIZ ESTUDO

"Crianças que bebem suco de maçã com freqüência têm menos tendência a desenvolver os sintomas da asma, de acordo com um estudo do Instituto Nacional de Coração e Pulmões, na Grã-Bretanha."
Os pesquisadores perguntaram aos pais de crianças entre cinco e dez anos de idade sobre os hábitos alimentares de seus filhos e sobre quaisquer sintomas a asma que eles tenham sofrido.
Apesar de não ter havido uma relação direta entre o diagnóstico oficial de asma e o consumo do suco, houve uma forte ligação entre sintomas como a falta de ar e a dificuldade para respirar e o consumo do suco de maçã.
A pesquisa, publicada no European Respiratory Journal, concluiu que as crianças que tomam o suco ao menos uma vez por dia têm a metade das chances de sofrer com falta de ar do que aquelas que bebem o suco menos de uma vez por mês.
O estudo revelou ainda que comer a maçã em vez de tomar o suco da fruta não surtiu o mesmo efeito.
Tipos de suco
De acordo com os pesquisadores, o suco de maçã não precisa ser fresco para funcionar contra a falta de ar. Sucos longa-vida tiveram o mesmo efeito.
Peter Burney, que liderou o estudo, disse acreditar que os "fitoquímicos" presentes nas maçãs ajudam a acalmar as inflamações nas vias respiratórias que são um aspecto importante tanto da falta de ar quanto da asma.
Ele disse ainda que não ficou claro por que comer maçãs não apresentou o mesmo resultado nas crianças, já que outras pesquisas feitas em adultos mostraram que a fruta reduzia o risco de asma.
O pesquisador Mike Thomas, da organização Asthma UK, disse que o estudo era mais uma prova do efeito protetor das maçãs.
Outra pesquisa divulgada na semana passada pela Universidade de Aberdeen concluiu que mulheres que comem muitas maçãs durante a gravidez estão protegendo seus bebês contra asma.
Fonte: BBC Brasil
                      
               A MEDICINA REMOTA DO PIAUÍ

Os seres humanos que viveram há 8 mil anos no Nordeste do país já conheciam as propriedades medicinais de algumas plantas, que usavam para tratar problemas de saúde causados por parasitas intestinais. A análise de cinco amostras de fezes humanas fossilizadas achadas na Toca do Boqueirão da Pedra Furada - um dos 900 sítios arqueológicos do Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí - indica que os antigos habitantes da região usavam plantas de pelo menos três gêneros - Anacardium, Borreria e Terminalia - para contornar diarréias e outros distúrbios do trato digestivo. Com idade estimada entre 7 mil e 8.500 anos, os coprólitos, nome técnico dos excrementos petrificados, continham pólen de plantas desses gêneros, entre elas o caju, e são uma possível evidência das práticas medicinais dos primeiros ocupantes do Nordeste. Como há vestígios arqueológicos de que essa população de Pedra Furada estava infestada de vermes intestinais, a tese sobre o uso teraupêutico dos vegetais contra disenterias ganha mais força, segundo os autores do estudo, Sérgio Chaves, da Fiocruz, do Rio, e Karl Reinhard, da Universidade de Nebraska-Lincoln, Estados Unios



PERSONAGENS BIBLICOS  
  
A CHAMADA DE ABRAÃO (Gênesis 11.10-12.20). É óbvio que Deus não planejou abençoar particularmente toda a espécie humana depois do dilúvio, pois amaldiçoou os filhos de Cão, especialmente Canaã (Gênesis 9.25-27). Ele também abençoou Sem (Gênesis 9.26). Podemos ver essa benção tomar forma em Gênesis 11.10, quando a idade e linhagem de Sem são mostradas como o de Sete. Tudo isso para se chegar a um homem depois de dez gerações a partir de Noé. Esse homem é Abraão, primeiramente chamado Abrão.
Abraão nasceu 292 anos depois do dilúvio e 58 anos antes da morte de Noé. Na opinião de alguns historiadores bíblicos, Noé tinha grande influência sobre Abrão. Se isso é verdade ou não, a verdade é que Deus sempre tinha um homem, sujeito a Sua graça, vivendo sobre a terra. A chamada de Abrão veio aproximadamente na época da morte de Noé, e está detalhada em Gênesis 12.1-4. Tinha recebido a chamada e deixou Ur dos Caldeus pouco tempo antes disso (Gênesis 11.31).
Deus disse a Abrão para deixar seus parentes porque não eram objetos dessa benção particular. Então Abrão tomou sua mulher Sarai, seu sobrinho Ló, deixou sua casa e partiu para uma terra estranha chamada Canaã. Essa terra era povoada pelos descendentes de Canaã, filho de Cão. O plano de Deus era destruir esse povo em aproximadamente 430 anos, por causa do pecado deles, e dar a terra aos descendentes de Abraão.
Quando Abraão chegou à Canaã, Deus apareceu a ele e falou-lhe novamente sobre a grande benção que Ele tinha para o dar, através do seu filho. Abraão construiu altares enquanto viajou pela terra e adorava a Deus. Deus disse-lhe que toda a terra sobre a qual viajasse seria dada a seu filho e netos.
Entretanto, Abraão não foi sempre fiel a Deus. Houve escassez em Canaã e Abraão saiu e foi para o Egito. Lá, para sua própria proteção, negou sua mulher. Sara poderia ter sido roubado do Abraão e ter sido feito parte do harém do Faraó, mas Deus interveio e Abraão e Sara foram mandados de volta para onde deviam estar.
Não é grandioso saber que a mão de Deus guarda os seus, ainda quando afastarmos-nos do lugar do propósito divino?
A VIDA DE ABRAÃO (Gênesis 18.1-22). - (Os estudantes da Bíblia mais entusiasmados leiam Gênesis 13-18). Aprendemos sobre um homem chamado Abrão, como Deus o chamou e os grandes planos que tinha para ele. Muitas vezes, Abrão foi tolo e incrédulo, mas Deus é sempre fiel.
Abraão era rico assim como Ló, seu sobrinho. Tinham tantos rebanhos que houve problemas entre seus pastores, então se separaram. Abrão habitava na montanha e Ló mudou-se continuamente mais perto de Sodoma, uma cidade bastante perversa, até que chegou a viver nela. Certa vez foi capturado por um guerreiro perverso e Abrão foi e, com a benção de Deus, libertou Ló, mas Ló continuou a viver em Sodoma.
Depois disso, Deus apareceu outra vez para Abraão e o relembrou de todas as promessas que ele tinha recebido de Deus. Em vez de confiar e esperar unicamente no Senhor, Abrão e Sarai inventaram um plano maldoso para ter um filho. O plano realizar-se com o uso impróprio de Agar (serva de Sara). Agar teve um filho de Abrão. Esse filho foi chamado Ismael, e foi o desejo de Abrão que Deus abençoasse Ismael, e que as promessas viriam através dele. Entretanto Deus recusou-se a fazer isso e relembrou Abrão de que Sarai deveria ter um filho e que, somente através desse filho, Isaque, viria a benção. Podemos aprender de tudo isso, que Deus tem Seus meios de fazer as coisas e que nunca as faz de outra maneira. Em vez de Ismael tornar-se o abençoado, como Abrão desejava, tornou-se uma grande nação e é uma maldição para a verdadeira semente de Abrão ainda hoje. Depois disso Deus apareceu a Abrão, cujo nome foi mudado, por Deus, para Abraão. O nome de Sarai também foi mudado para Sara. Abraão tinha aproximadamente 100 anos e Sara, 90. Relembre-se de que a expectativa de vida está diminuindo continuamente por causa do pecado e da enfermidade, e a idade para se ter filhos agora vai dos 25 aos 70 anos. Mas Deus diz que agora é o tempo. Em menos de um ano Sara terá o filho prometido. Abraão e Sara podiam regozijar-se muito no Senhor agora pela benção que esperava há anos, e pela qual até pecaram, mas que agora vinha através do poder e graça de Deus.
                                 


           ESBOÇO DA PREGAÇÃO DO SÁBADO
TEMA: (A IMPARCIALIDADE DE DEUS)  texto romanos 2:9-16.
Introdução: você escolhe as pessoas que quer salvar?


1º ponto: Você foi escolhido por quem?


2º ponto: Você foi escolhido para quer?


3º ponto: Será que Você foi escolhido  por que e bom?



Aplicação: não faça escolhes das pessoas elas podem ser grandes instrumento do Senhor.
correlação: (mas o Senhor lhe disse: Vai, porque Estée para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis bem como perante os filhos de Israel.) em atos 9: 15.








Tema: (A FÉ SEM OBRAS) Tiago 2: 14-17

introdução: O que fazer para viver no céu? Qual e o caminho?


1º ponto: O caminho e Jesus ( eu sou o caminho a verdade e a vida ninguém vem ao pai se não por mim ) em João 14: 6
2º ponto: Para ir por esse caminho tem que acreditar no filho, logo para acreditar tem que ter fé. (por que pela graça sois salvo, mediante a fé; e isto não vem de vós e dom de DEUS) EFESIS 2: 8


3º ponto: Essa fé tem que vim com obras, sem ela nossa fé e morta.
Aplicação; deus nos chamou para sermos sal e luz desta terra, para sermos diferente eu e você precisamos mostra que somos irmãos e compartilhar para ajudar aos outros e mostrando nossa fé diante dos homens, mais claro que não para nos gloriarmos pois  JESUS nos ensina que fazer para se visto não adiantaria e sim apenas fazer aos outro aquilo que queremos que nos faça.  

SEMINARISTA E DIÁCONO JHONY



Nenhum comentário:

Postar um comentário